quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Depois do alarido sobre as compras dos submarinos

GOVERNO GASTA 200 MILHÕES DE EUROS POR CINCO AVIÕES EM 2ª MÃO
O ministro da Defesa, Augusto Santos Silva, durante uma visita à Base Aérea de Beja, onde apresentou o novo avião, justificou o investimento com a necessidade de executar missões de luta anti-submarina, patrulhamento marítimo, busca e salvamento, vigilância terrestre, controlo de tráfico de droga e redes de imigração clandestina.
Em 2005, Portugal adquiriu à Marinha de Guerra Holandesa cinco aeronaves P3C, por 80 milhões de euros, os restantes 120 milhões foram o preço a pagar pela sua modernização.
Ao comentar este encargo, Santos Silva, enquadrou-o nas restrições que o país está a suportar que classificou de “excepcionalmente fortes”, o processo de modernização da FAP não se restringe aos aviões P3C, Santos Silva lembrou o investimento de quase 500 milhões de euros que estão a ser aplicados na modernização dos F-16; na aquisição de 12 aviões C-295 (neste momento a FAP dispõe de 9 destas aeronaves) que vieram substituir os Aviocar e de 12 helicópteros EH 101, também os aviões Hércules C-130 vão estar sujeitos a um processo de modernização e já se analisa a sua futura substituição.
Ao todo mais de 1500 milhões de euros vão ser investidos no programa de modernização da FAP, das 5 aeronaves adquiridas à Holanda, duas foram modernizadas na Lockheed Martin e as restantes vão ser equipadas nas Oficinas Gerais de Material Aeronáutico com novas redes de informações, vigilância e reconhecimento, e dotados de sistemas para a guerra anti-submarina e anti-superfície.
DEPOIS DE TODOS OS AUMENTOS DE IMPOSTOS, ISTO É PORTUGAL NO SEU MELHOR !!!!!

Sem comentários: